Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 7 de setembro de 2008

Vanguardismo Barato

Olho para o céu desse mês
quantos dias esse mês me ofereceu antes de chegar
todo o tumulto e loucura na profusão de gritos e bombas de gas
escudos e barricadas
escudos e barricadas demais
escudos demais
barricadas necessarias

Olho para o céu desse mês
encontrei meu amor nesses dias
nesses dias de outro ano

e pensar que para alguns somos vanguardistas baratos
jovens intelectuais de merda
e pensar que para alguns somos vanguardistas baratos
jovens intelectuais de merda
se masturbando diante da realidade
e pensar que para alguns somos vanguardistas baratos
jovens intelectuais de merda
a revolução sera de patins
e pensar que para alguns somos vanguardistas baratos
jovens intelectuais de merda
a espera do momento correto e verdadeiramente revolucionario

Olho para o céu desse mês
todo o pavor nas fotos e nos jornais
toda a vontade de lutar
e o sonho de vencer uma vez ao menos
voltem
voltem
voltem
é necessario marchar um pouco ainda

no entanto existem aqueles que nos chamam de vanguardistas baratos
é preciso dizer nomes e fazer a fogueira
é necessario queima-los ate o fim
torna-los lenha de nossa enorme fogueira da vitoria
para que o mundo saiba assim são as vitorias
crueis para os derrotados
gloriosas para os vencedores
é verdade todos queriamos um mundo onde não fosse necessario vencer
onde não fosse necessaria aexistencia da derrota

contudo aqui onde vivemos
nesses tempos amargos recuar é traição
nesses tempos amargos piscar de sono é se entregar por alguns minutos
então é necesario fazer arder o fogo dessas bandeiras
que o homem tenha sua vez em casa
e na fabrica tambem
que seja humano apenas o homem
sem nação ou classe
sem grilhões que o apelidem por raça ou credo
que a unica crença seja na humanidade

Basta de recuo o futuro nos lança o horizonte
então é sempre hora de marchar adiante mesmo quando é loucura seguir
mesmo quando for loucura seguir
seguiremos ainda mais
para abrir caminho aos que vem logo atras
Seguir pois somos vanguardistas baratos
Seguir pois lemos Lenin e Trotsky,
pois lemos o Marx que não mofa nas bibliotecas
seguir pois se o futuro se apresenta no palco do horizonte
para lá guiaremos a humanidade!

É necessario cortar a cabeça dos academicistas
com a lamina de suas proprias linguas repletas de falacias
linguas que em nome da excelencia
pervertem digo convertem de maneira desleal
em crença e dogmatismo o que é ciencia
É urgente pois confina-los em suas mediocres bibliotecas
para que entre si observem e façam balanços
e examinem e revisem e releiam
enfim o que urge fazer é deixa-los em sua mediocridade
no futuro o que serão senão vultos triste da decadencia humana

Afinal somos eu e tu camarada vanguardistas baratos
exatamente por sair escarrando nas injurias desse mundo
de uma maneira violenta e direta
sem os eufemismos e alegorias dos reais revolucionarios

Proletarios de todo mundo uni-vos!
os academicistas irão a revolução sim
mas antes escreverão dois ou tres artigos a respeito
comentarão sobre algum filme europeu
repararão na estetica das bandeiras
proporão ignomias diversas
E sobretudo se apartarão da classe trabalhadora
pois sendo apenas um motinzinho atoa ou uma greve aqui ou acola
uma ocupação que seja ali não aparecem
os jovens intelectuais com seus livros escritos no original alemão ou russo
com suas criticas corajosas quando a distancia
com seu vocabulario cirurgicamente colhido de algum dialogo que ouviu
algum dialogo entre professores na academia

polidamente devemos chorar pela decadencia desses
eles são os jovens intelectuais que nos observam
nos estudam nos examinam
e nossas celas podemos ve-los quando nos vem ver
parece mesmo que é tudo um zoo não é
estou quites com meu peito
tenho coragem o bastante para lutar
e medo o bastante do futuro
e é exatamente esse medo que nos faz querer torna-lo em algo melhor
então jovenzinho academicistao que te move a mediocridade
é medo apenas ou algo desumano
corta teu cabelo e faz com ele corda
enforca-te com suas vaidades intelectuais
esta provado não é somos vanguardistas baratos!

Nenhum comentário: