Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Postumidades

Segui meu caminho por não ter onde ficar
e mesmo assim sempre sentido a dor
de não poder encontrar um lugar meu
hoje eu sei muito bem como começou
e não sinto felicidade ao prever o serei daqui a uma decada

Poetas serão sempre postumos!
A morte nos traz a gloria em troco dos insultos em vida
exatamente por não sentir segui sem destino algum
meu destino parece que é mesmo seguir apenas
seguir somente e seguir novamente
ate que a mort uma noite venha me desposar da casaca
para que enfim meus olhos possam dormir
o sono tranquilo dos que não podem errar mais

Acordo num apartamento vazio
no centro nobre de uma cidade vazia durante o dia
nenhuma das vozes na noite anterior estão aqui
o que resta para enganar a soidão são apenas os vultos da noite passada
eu não tenho mais o que fazer n globo terrestre
acabado o lirismo
encerrada a poesia o que mais um poeta pode fazer senão cair por si

todos os bares e festas e mulheres e o amro que não aconteceu
o amor que sequer aconteceu me martelo todas as noites dentro do peito
toda a vida que poderia ter sido e não foi
o lirismo atoa que gastei com quem não devia
o amor infantil que rompeu meus olhos da inocencia
a maquilagem dadaista para mascarar a dor da existencia absurda

enfim esta tudo acabado e nunca houve um começo ao certo eu sei
segui meu caminho por não ter onde ficar
um porto um oasis ou uma distração
passei pela vida e não me perdi um segundo com o prazer de viver
não encontrei meu lugar
hoje eu sei muito bem como começou
e não sei mais como poderá ser daqui a uma decada ou duas

Poetas!
Poetas serão sempre postumos!

Nenhum comentário: