Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 31 de agosto de 2008

Nosso Tempo

Que tempos terriveis são esses
mesmo a mais simples fagulha doe na carne como seta
a urgencia dos dias atropela a vida
desfaz o mundo em inumeras siglas e cifras

esses são os nossos dias onde amar alguem
pode e certamente é sinal de fraqueza
o simples bom dia dito como sinomino de educação
esconde por tras dos dentes risonhos
o pressagio de um fato horrendo e nefasto

a noite ainda não chegou e
a agonia em tudo que se demora devora tudo
parece mesmo engraçado ver tudo assim como verso simples
mas não ha poesia nesses tempos
ser poeta então é cantar as dores
e o sonhador diante desses dias tornou-se em saudosista

que periodo absurdo vivemos
a vida custa menos que a munição dos cães
acendo meu cigarro
e ando pelas ruas o cigarro me entretem de tudo
por alguns minutos me apago da vida
é no entanto absurdo ainda viver esses tempos

Perdi meus sentimentos no pavilhão dos miseraveis
amarguei o doce de meus labios
na ausencia e na saudade de outros tempos
viver tem sido um exercicio de resistencia
esses são os nossos tempos...

Nenhum comentário: