Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 23 de março de 2008

o que resta

Pétalas talhadas em vidro e lume
e nas vozes. Desastres em rios à desabrochar
distintos e distantes, a noite, em um perfume
levavam abotoados seus trajes com o luar

Aos lados gravuras que exprimiam seu olhar
em glosas de semblantes em carisma e em ciúme
levavam as pétalas nos gritos.. no tardar...
nas águas... no esplendor: tua pele à luz resume

Na vinda, nas rendas que suspiram que fulguram
em meu peito de vidro, prateado, seus desenhos
doem rios ao deixar que vozes me derrubem

Em vez disso alvoradas nas parreiras me saúdam
tomo os instantes: pétalas, olores que tenho
as distâncias, os açoites; para que anoite lhes desnudem.

Nenhum comentário: