Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

segunda-feira, 10 de março de 2008

Mulher

Lá no oriente existe um homem igual a mim eu sei
e ele todos os dias deve acordar bem cedo eu suponho
deve ter um sonho eu imagino
algo bem comum eu deduzo


La no norte existe um homem igual a mim eu sei
e ele todos os dias deve acordar bem tarde eu deduzo
para explorar outros homens iguais a ele eu suponho
algo bem atroz eu imagino

Mas deve tambem haver uma mulher lá no oriente
mas deve haver uma mulher lá no norte
e existem tantas mulheres aqui
tudo isso eu sei

o que a times não informa
o que não cantam na fm
dor e dor e dor
sinonimo de exploração e violencia

sou judeu
sou arabe
sou judeu
sou mulher
sou judeu
sou andaluso
sou judeu
sou marroquino
sou judeu
sou mulher

e a mulher é o negro do negro
e a mulher é o negro do negro

deitada com suas cicatrizes
algumas feridas não fecham nunca
deitada com seus remedios
algumas doenças afetam a vida mesmo quando partem

tudo cresce matura e parte

negro do negro
negro do negro

a margem como destino
a submissão como dogma
negro do negro
a mulher é o negro do negro

Nenhum comentário: