Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

volátil

É mesquinha e crua.
Tal carne rasteja faminta
escuta o sem fôlego, sinta
a dor que se faz turva e sua.
eu sinto: encardo o solo pardo
caminho e ardo na falsidade nua
em cinzas, em vermes
queimo e ardo!

Pálido, o corado escuro do chão
em que estendido, largado sem velório
fervente, odiosa e repulsória
alma crua disforma o perdão.
Enquanto gargalhas o ego em sua inventiva
aparente
a alegria, que efusiva, é em vão;
em corrente
todo o veneno insensível lasciva

Sentes apenas, não mais que apenas
que agora és menos frívolo que antes
nas mãos, com o estandarte
com a espada por instantes
achas que dizes a verdade ora que encenas.
Logo, não sabes quem és, mais que isso:
Sentes apenas, não mais que apenas
que não sabem ou não percebem
este teu volátil vício.
Arda e frua o Éden e o precipício!

2 comentários:

Rodrigo It's Not My Cross to Bear disse...

muito bom!!!!!!!!!!!

ThiersR> disse...

Cara fui escrever pra Blue e vi sua foto, achei o blog.. Putz Zapatista... tengo uno amigo zapatista... Eu n chego a tanto.. é preciso estar lá. Mas vamos a seus versos, ou poemas, como queira chamar. Putz gostei! nem sei do que gostei mais... me misturei, na medida em que estou esperando o tal do overmundo. mas vamu lá... Dá um pulo in my page