Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Vermelha

Que se progague essa cor,
quero que surja para o povo como areia no deserto
e seja vermelha
e sejão vermelhas.

Que venham do campo
das cidades tambem
e que cada olhar jamais chore pel laço perdido do irmão
e em cada andar desse momento seja mais alto
onde estamo reste sempre algum por subir
reste sempre algo á combater

Quero ser vermelho como a roupa de cecilia naquele dia
como o sangue que jorou de cada pai
e nada vai alem alem de nós
irmãos,irmã e companheiros
camaradas quandos vemos o mesmo horizonte

e sei que vamos alem e depois se houver pra ser
que haja e se houver que venha
e toda luta faz melhor o amanhecer
que todo dia é apnas de sol e chão e se o chão se deita que caia então o sol

bandeiras vermelhas e velhas
meu rosto antigo nas caras de outros rapazes e moças,
nossa mesma ideia como solução
e eu sei que nossa bandeira vermelha é de dor e força é de sonho e guerra

Chacais e lobos,truques,trechos e trapaças,confusos convidados
e confessos burocratas
como pão nobre oficial,
bebe vinagre traidor!

Eles fedem eles tem cheiro de vazio
e futilidade

bandeira vermelha venha!
traga o meu como o nosso invente a forca
rabisque minha poesia e faça arte faça tudo e enforque o falso...

Traga sua cor

Nenhum comentário: