Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 13 de janeiro de 2008

Perfumaria das saudades

Por onde de ve estar agora?
talvez n'algum parque entre crianças,familia
e amigos
algum parque arborizado
é por onde devem andar seus olhos
eu que passo por sua antiga casa
quase todas as tardes
assim suponho.

sua antiga janela aberta
os ladrilhos amarelos gastos pelo tempo
o jardim de rosas
brancas
vermelhas e rosas tambem
eram e ainda são para mim
variações de você
perfumaria de saudades.

Ladrilhos ainda mais gastos
a antiga janela fechada
roseiral morto
a perfumaria de saudades
é apenas recordação sem cheiros resta apenas a saudade

sem seus passos
tento supor seu destino
sonho,suponho e torço por suas saudades

é inutil buscar outro amor

então procuro seus olhos
por onde devem estar agora seus sonhos,voz e olhar.eu apenas procuro.

Por onde seguem seus dias?
seu rosto vai se apagando pelos dias em minha mente
e quando sonho com você já não sonho com seus traços
em meus sonhos são apenas seus jeitos
seu rosto foi se pedendo nesses anos todos
na sua ausencia
compus uma saudade
triste
e fria
como lagrima,
triste até de contar.
Todas as tardes passo por sua antiga casa
os dias seguem levando você para longe
distante,
nos limites da saudade
a saudade me arrasta para trás
tudo me quer no passado...

Nenhum comentário: