Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Não tem nome

O sol abandonou a manhã no dia de hoje e veio despedir-se de mim. Agora restou-me dançar um tango de Piazzola em novos olhos noturnos, reluzentes, reverberantes de ímpeto. Os dias costumam ser sombrios para quem se escondia em cavernas pretéritas, sorria o sarcasmo alheio e chorava a solidão descrente.
O sol abandonou sua luz em meus olhos e aos poucos saio da caverna.
Meu chapéu, meu violão, minha seresta sem luar meus amigos ébrios sempre autênticos, criam passos novos e cantam canções mais tristes.
a tristeza é bela quando um tango inebria o coração e lábios vermelhos cantam ao ouvido!
A caminhada é conhecida e a alvorada ignorada; o fulgor mantem-se nos suspiros amargurados dos poetas!
a graça do desencontro está na fugacidade da surpresa, do arrebatamento e da abstinência que, prazerosa faz sofrer... aos poucos o sol raia, aos poucos saio da caverna.
Não largarei meu violão, meu chapéu, meus amigos... e minhas palavras dispersas.....

Nenhum comentário: