Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Creio-te

Creio em ti
sorriso amarelo assim como em seu vazio
como na covardia que permea nossos rios

Creio-te
Voz rouca . poucas são as vezes que lhe escuto
Creio em tuas lágrimas. Várias já lhe vi de luto.

Creio eu
que me agrada esperar-te em furor
feitio de horror; e poder lhe abraçar com amor

Creio Creio

Sou Homem ! sou tu ! Somos nós....
O credo contra o ato de desistir . Contra tu, vida atroz !

Creia em mim
Reisitirei por sua felicidade
Não resignarei jamais,falo e ajo em verdade.

Um comentário:

yousseph disse...

muito bom esse texto
cada dia vc me surpreende
sua poesia é certamente
uma forma que não consigo imitar e ainda por isso admiro
tem uma sobriedade e ao mesmo tempo singularidade bem propria de vc camarada

abraços