Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

do rosto o retrato

Já não me lembro do rosto de meus amigos
Perco as desesperadas gargalhadas que já permiti me dar
Foje, sem porquê, o assobio do lúcido e nocivo
vou me esquecendo dos " améns " passivos
Vai se agourando à profetisa, a idéia de me acobertar

Protejei-me do morno sono; eliptico, noite breve
Permita o ranger, em palavras, do frio tratante
Com sorte terei um retrato velho para porvir
Do resto que houve, que ouve a fé partir
Com calma revigoro, e revivo todo instante

Ouvi dizer que o instante não vacila
E me lembra que me retomo em inimizade
Qu em caráter se encaminha em toda direção
Apenas detenho-me por ensaiar uma distração
Pois não me lembro de um rosto de verdade.

Nenhum comentário: