Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 30 de setembro de 2007

Meu nariz

Auto-afirmação,não passa de um termo bonito para mentir para si mesmo,é bem melhor ficar no seu canto que mexer no que esta quieto,cuide do mundo,seja pelo menos alguem melhor todo dia,eu só queria acreditar em tudo isso que eu ouço todo dia,meu radio fora de sintonia no carro noticias do transito,alguma canção antiga demais para me deixar sabendo que estou sobrio,meu nariz sangrou noite passada,meu nariz sangrou essa noite e a razão de hoje eu desconheço,ontem eu apenas não lembro.Mentir é se esconder,fazendo fortaleza na imaginação,para ir perdendo a identidade em cada dialogo que ignorou,e as vezes o tempo,o tempo não acompanha a maturidade,apenas as rugas denunciam que passamos,resta sempre a paranoica ideia de exclusão,o discurso de vitima de seu mundo,eu desisti de resistir a vida,caio sem medo mesmo,esfolo os joelhos para mostrar que sou peregrino,que minhas marcas sejam estigmas de minha devoção,estou entregue as paixões que a vida traz.Houve um tempo,que eu era sobriedade e frieza,nada me atingia,sorriso ou lagrima,mas antes desse tempo,havia a alegria e a inocencia,talvez apenas os ignorantes sejam felizes por completo.
Ninguem canta as canções que pareciam lindas ate uma semana atras,apenas o radio dizendo por que pista não seguir,e eu vejo a manhã fria e eu sinto o vento forte,sento no ponto e espero meu tempo chegar,as vezes parece que a vida é uma piada sem graça ou uma serie americana que toda temporada munda de destino,somos personagens que não sabem qual seu nucleo.

Nenhum comentário: