Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 28 de abril de 2007

Fora da rima

Sonhei que era a vida
e era ela dizendo chorosa que não
rosas não calam o outono
o jasmineiro morreu
cinza e baixo
é silencio,estou vazio

sonhei
eu e ela num bar
eu ainda era eu ela agora
era ela
e dizia que alem de alguem
agora sou eu.

encosto minha boca em seus cabelos
as lentes dela chegam a embassar
prometo mudar
mostro que o tempo
sozinho me valeu
para aprender

Rosas não calam o outono
e ela
viu o jasmineiro morrer
seus labios são petalas de aço
que sonho ousar.

Alem d alguem
eu existo
e isso a deixa assim
evita
meu olhar
por temer outro amor
outra dor
outro
fim

Nenhum comentário: