Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

sábado, 28 de abril de 2007

Amor

Ai Eu tenho encontrado um amor
em cada amor
em cada pessoa de voce

Tenho encontrado amor
em tudo
e em si

E esse amor antigo
amor sem amor
o que restou da paixão

e eu sei
voce sabe
nosso amr convem
e quando eu preciso
ou voce
sempre é algo alem.

Ai esse amor me tem consumido
a mim e aos meus sonhos pequenos
ideal burgues de sentido
amor bandido

Ah...ela tem me possuido
eu e meus sonhos senis
meus sonhos pevertidos

sonho com guerras
e amadas,
navios,poesia e rum
alguma briga inacabada

e ela é so
sonho,amor e vida
olhos pro existe
parece tão triste
parece mesmo a solidão

então meus braços se estendem
meus olhos perseguem
seus passos
que cruzam no meu
caminho infantil
nos meus sonhos
de mar e conquista

Ah...
Esse amor me tem dado
o que eu tanto neguei
e voce
que eu amo
e ainda sonho
amor de outros tantos outonos
amor de um triste carnaval
saiba bem
terminei
meu amor agora é so dela
mesmo sem amor

Areia

Eu te conheço pelo cheiro e a voz
sei bem onde esta
bem alem de meus olhos
adiante de mim

sei de voce
pois sei um pouco de mim
e ao me encontrar
aos poucos
conheci voce

pois voce
voce é dentro
e em mim

voce
sim eu sei
sei voce
pois voce
é meu inicio
e fim

Eu sei de voce pela voz
escuto voce me chamar
conheço seu cheiro
perfume
que quis guardar

sei de voce por saber de mim

Fora da rima

Sonhei que era a vida
e era ela dizendo chorosa que não
rosas não calam o outono
o jasmineiro morreu
cinza e baixo
é silencio,estou vazio

sonhei
eu e ela num bar
eu ainda era eu ela agora
era ela
e dizia que alem de alguem
agora sou eu.

encosto minha boca em seus cabelos
as lentes dela chegam a embassar
prometo mudar
mostro que o tempo
sozinho me valeu
para aprender

Rosas não calam o outono
e ela
viu o jasmineiro morrer
seus labios são petalas de aço
que sonho ousar.

Alem d alguem
eu existo
e isso a deixa assim
evita
meu olhar
por temer outro amor
outra dor
outro
fim

domingo, 15 de abril de 2007

Canção para Igor(pirata e libertino)

Sim ele se foi
e o amor que me prometeu
como em alguma broma sua naufragou
sim el se foi
e eu aqui no cais
sem mim,por ele e sem paz

Ele se foi e o amor tambem
o amor que ele prometeu
e o amor acabou ele disse
mas o que acabou
foi apenas
isso que ele dizia ser amor

e agora o mundo gira
o sol parado
o ceu atracado
anoitece no porto

Um dia ele volto e eu sei
bem mais lindo
seu olho
sua barba
sua voz e sorriso
ainda vão me encantar

ele é meu homem
ele é meu sonho
tão intempestivo ele é o mar...


Brilho

Eu iria a lua se voce estivesse lá
e eu sei que voce está na lua
poruqe ela está sempre brilhante
Eu iria a lua se voce estivesse lá
seu perfume de ervas incomum
seu rosto de fera e anjo bom
brilham em mim
como brilha a lua no céu

Eu irei até o fim
e eu sei que voce deve estar bem proxima
por que
eu sinto voce dentro de mim

e eu não vou cansar de seguir
meus pés só ignoram
caminhos caminhos
onde o final é previsivel.

Eu irei ao céu
por voce
e eu sei que voce esta em algum lugar
Eu irei ao céu
por voce
eu sei voce esta por lá

Seu perfume de ervas incomum
seu rosto meigo e acertado
face rosada
olhos calmos
eu vou até a lua por voce
e eu sei que voce ja esteve lá

eu só volto do mundo
quando voce
ocupar o seu lugar.

moonshine

Alguma antiga poesia

quinta-feira, 12 de abril de 2007

De uns tempos pra cá

e uns tempos pra cá
os móveis, a geladeira
o fogão, a enceradeira
a pia, o rodo, a pá
coisas que eu quis comprar
deu vontade de vender
e ficar só com você
isso de uns tempos pra cá

De uns tempos pra cá
o carro, a casa, o som
tv, vídeo, livros, bom...
o que em tese faz um lar
admito eu quis comprar
começo a me arrepender
pra ficar só com você
isso de uns tempos pra cá

Coisas são só coisas
servem só pra tropeçar
têm seu brilho no começo
mas se viro pelo avesso
são fardo pra carregar

De uns tempos pra cá
o pufe, a escrivaninha
sabe a mesa da cozinha?
lençóis, louça e o sofá
não precisa se alterar
pensei em me desfazer
pra ficar só com você
isso de uns tempos pra cá

De uns tempos pra cá
telefone, bicicleta
minhas saídas mais secretas
tô pensando em deixar
dê no que tiver que dar
seu amor me basta ter
pra ficar só com você
isso de uns tempos pra cá

Coisas são só coisas
servem só pra tropeçar
têm seu brilho no começo
mas se viro pelo avesso
são fardo pra carregar

quarta-feira, 11 de abril de 2007

Coisas

Servimos só para recordar
sei disso porque toda vez
que atravesso a praça do IV Centenario
vejo a escadaria do Americo
e meu pensamento deita
só para a saudade se estender

Aquele beijo roubado
aquela tarde caindo
olhos se encontrando
foi num domindo de abril
fazia sol
mas não estava quente

Servimos só para lembrar
somos museus
em movimento
eterna exposição de nossas dores


Dica:O novo cd do chico cesar é fantastico e a faixa que dá nome ao album e belissima chamada De uns tmpos prá cá.Perfeita mesmo
chico cesar acertou.Outra dica é o filme Vicos da Carne,produção italiana da decada de 60,que relata a tragetoria de um militante ovem do partico comunista da italia no periodo facista ,o filme lembra muito a nouvelle vague francesa e é bem proposital,linda fotografia,otim enredo
e bastante instigante tanto do ponto de vista intimista quanto na critica aos filmes com carga panfletaria over

domingo, 8 de abril de 2007

Avant gard

Nós nunca conseguimos chegar lá
lembro hoje que sempre tentavámos
mas nunca conseguimos
sonhos de sabado á tarde
delirios de paixão infantil

Hoje voce provavelmente nem lembre
hoje provavelmente voce ainda tente
eu ainda lembro
e eu ainda sonho com voce ah...

Se voce olhasse para as escadarias toda vez que visitasse aquela escola
provavelmente lembraria tambem
Se voce tocasse aquela arvore no parque
provavelmente voce lembraria tambem

Eu gosto do que é simples
e o passado é sempre um bom abrigo
das dores que esses tempos cultivam
juto da saudade

Nós nunca conseguimos chegar lá
e lembrei de voce essa tarde
lembro de voce nas poucas vezes que rezo

Acho que nunca chegariamos
e provavelmente
iremos tentar num proximo encontro
mas eu já sei
nunca chegaremos.

Sua namorada

Estou cortejando sua garota
ela dança comigo
me pede um cigarro
deixa sair:
Ele não é o que sonhei...
ela sorri de tristeza

Estou flertando com sua namorada
e ela me pede para leva-la para casa
ela me diz
que nunca amou voce
ela nunca amou voce
e provavelmente nunca me ame tambem

Ela tem um sorriso amargo
parece experimentar uma tristeza impar
me pede uma dança
deixa escapar um beijo

ela é tão educada e sem cerimonia
diz temer seu fim
diz temer o que seria
depois

Ela é linda
e essa noite eu levarei ela para casa

Pequena Francesa

Essa semana eu dancei
gostaria de não ter ouvido tantos gemidos
confusos
gemidos de dor
gemidos de prazer

essa semana eu fui para o interior
pela janela do onibus
três horas de paisagens e estrada
nunca estive onde me propus estar

Parece dificil
mas sabe
se abrir os olhos pode enchergar tudo o que venho dizendo
estou voltando para casa
e agora eu sei
nunca estive aqui

quando acordar
faça uma pergunta
pergunte a si:
essa é realmente a minha vez?

Estou cansado
mas se abrir os olhos
quem sabe o pesadelo acabe
é facil enchergar
se voce
desejar ver alguma coisa.

Essa semana eu dancei
parece que o crime compensa
muito mais ao torturador
que ao torturado
três horas de paisagens e estrada
não tenho forças

Quem sabe essa noite eu tire uma folga da minha cabeça
ninguem pode levar para passear meu destino arruinado...


quarta-feira, 4 de abril de 2007

Opio

Vamos celebrar
o feriado de cristo
ele morreu

vamos para são carlos bber e fumar

farrear com o dinheiro de nossos pais
enlouquecer com a turma do bloco b

ninguem tem o poder
eu sou apenas o vazio

vazio raso
falho
e louco

eu quero enlouquecer

terça-feira, 3 de abril de 2007

Linda morena da festa de sabado

Preciso dizer adeus
preciso partir
para alem desse circo
dessas tendas
desse tragico espetaculo

ninguem rirá dos meus tormentos
dos meus naufragios
e embates

ilhas de ilusão e conforto
suave delirio lisergico
e luminoso

linda morena vaporosa e encantadora
não recordo seu nome
talvez ...
quem sabem...

não sei seu nome

ilhas de ilusão
eu quero apagar as nuvens do céu
eu quero manchar o paraiso com
pedaços de pecado e crime

Na igreja
o rum
a marijuana
e o acido
ah...

precisamos beber
rosas em seus seios
alecrim em sua boca
doce espaço de prazer e gloria

infeliz destino eu tenho
me encerrar sozinho sem voce
me encerrar
em voce
na sua ausencia
ah...

Graça X

Estou triste
muito triste
tomo meu rum
em cada copo seu rosto
em cada cigarro seu perfume

estou triste
muito triste

a noite é vazia e escura
segue a noite chega o dia
resta sempre o vazio
lembrando as noites

ninguem volta assim

e eu fico no porto esperando algum amor

e eu fico na festa esperando alguma dança

trai todos os meus amigos
e hoje me sinto menor
mais velho e triste
deus esqueceu de criar alguem
deus esqueceu de acordar

trai todos so meus sonhos
e voce
se foi
me fez mudar
se foi
se foi

hoje
passou meus dias nno vapor saboroso do laudano
no oficio magico do opio
canhamo
haxixe
e lsd

nada passará
apenas essa noite fria
apenas essse copo cheio

coração vazio
vazio

estive muito longe
quase sempre
eu não acenava
estava me afogando

não não não

apenas o silencio
meu coração vazio
estava tão frio portanto parou

voce me disse não
e eu quis dizer adeus