Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

domingo, 11 de março de 2007

Tarde

Eu quero escorregar pela rua
motorizar o sorriso
desfazer o que anda feito

Afeto,afetuosidade
eu quero e preciso escolher
estou triste
calado
quieto esperando a festa começar.

Ninguem me quer por perto
e sou o pior no que faço melhor
iso é um dom
ser ignorante e rude
feio e antiquado

Minha calça jeans
minha velha bota
ah...

estou triste ...

Faça melhor
me deixe em paz
eu amo você
e adoro ouvir sua voz
odeio o fato de adorar ouvir sua voz

Não
Não
Não ah...

Cale a boca e fuja comigo
eles precisam da nossa ausencia e silencio
Ninguem vai subir em nossa arvore
somos sozinhos no universo

Estrelas de hollywood
maço de cigarro barato
comida estragada
nunca é facil quando tentamos
nunca é facil quando somos sempre os mesmos

Fragil e sem voz
não me ame
nunca me deseje
estou na rua
Ah...Ninguem pode me alcançar se eu não correr e ficar aqui
acima
acima
ninguem me acompanha
estou na arvore
meus pés descançam do seu caminho

2 comentários:

Yaia disse...

Muito bom
parece poesia noventista

Parabens camarada

Henrick disse...

Muy bueno
companero
su poesia es cada vez más
rica y guapa
me gusta mucho sus versos

hasta .'.