Aos comentaristas


Devido uma avalanche de comentarios torpes e não identificados, decidimos que só aceitaremos comentarios devidamente identificados e que não contenham mensagens ofensivas, alias se comentar e se identificar, serão permitidas as ofensas. Quem quer debater, tem que ter coragem de se mostrar para que o debate ou critica seja fdemocratico! Okay cara palida?

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Se algum dia
em minha janela chegar escalante o fim
recorda ainda um ultimo olhar
dedica ainda um derradeiro instante

Porem se um espinho me atravessar os ossos
chegando a alma
envenenando o peito
Saiba triste criança de mesu sonhos
que morri por sonha-la
entre meus palidos labios
envolta em minha febre de amor

Mas se algum dia á mesavisita-la a solidão
Saibais sou eu em outros trajes
que um peito como o teu
foi meu lar e abrigo em vida
e agora o quero com tumulo e santuario



Um comentário:

Noel bensair disse...

Hola!

muito boa a poesia
adorei sua perspectiva de escrita
fasciante